Connect with us

Cidades

Parques da Disney no Japão são reabertos

O Tokyo Disneyland e DisneySea reabriram nesta quarta-feira (1º) com medidas de distanciamento social para prevenir a propagação do coronavírus após ficarem fechados por cerca de 4 meses devido à pandemia.

A fim de manter o número de visitantes a menos da metade dos níveis pré-pandemia, a operadora dos parques, a Oriental Land, limitará a entrada a quem tiver adquirido com antecedência ingressos online com data fixa.

Os visitantes terão que passar por medição de temperatura corporal e usar máscara para entrar nos parques, e também serão solicitados a manterem uma certa distância dos personagens da Disney.

Fonte: Portal Mie

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Business

Japão prorroga veto a entrada de estrangeiros até 31 de agosto

Pessoas originárias de 146 países, incluindo o Brasil, estão com entrada vetada no Japão até o dia 31 de agosto, e também são alvo de medidas de restrição de vistos, segundo noticiou o site do Consulado do Japão em São Paulo. A nova data foi aprovada pelo Conselho de Segurança Nacional com anuência do governo na quarta-feira (22), seguindo as diretrizes de combate à disseminação do coronavírus. 

VISTO 
Conforme o Consulado, os vistos de uma ou de múltiplas entradas emitidos até o dia 2 de abril de 2020 pelas embaixadas e consulados japoneses no Brasil estão suspensos indefinidamente. 
As taxas referentes à emissão de visto não serão devolvidas.
Além disso, os países com os quais o Japão tem acordo de isenção de visto serão orientados a suspender gradativamente seus efeitos.
Estas medidas, segundo o Consulado, serão tomadas até o dia 31 de agosto, havendo possibilidade de nova prorrogação.

Para mais informações sobre entrada do Japão podem ser obtidas pelo telefone 03-5796-7112 ou pelo e-mail [email protected]

Fonte: Alternativa Jp


Continue Reading

Cidades

Japão quer incentivar turismo, apesar de retomada da Covid-19

Desde o fim de junho, o arquipélago registra mais de 100 novos diagnósticos coronavírus. No fim de julho, apesar do recorde de infecções, o governo japonês lançou o programa “Go To Travel” para impulsionar viagens domésticas, criando o temor de uma para nova onda de contaminação nas províncias.

Antes da epidemia, Tóquio esperava receber 40 milhões de turistas a partir desta sexta-feira (24), data de início dos Jogos Olímpicos de Tóquio no calendário original. Entretanto, a realidade da pandemia global de Covid-19 frustrou todas as expectativas: os jogos foram adiados para 2021, as fronteiras foram fechadas para 129 países e a capital japonesa atravessa mais uma onda de infecções do novo coronavírus.

A retomada epidêmica era esperada por especialistas até a descoberta de uma vacina ou de um medicamento eficaz. No entanto, teme-se que as novas ondas sejam maiores e mais abrangentes, alastrando o vírus para áreas onde o surto estava sob controle. O temor cresce agora: no dia 22, o governo japonês lançou um programa para impulsionar o turismo dentro do arquipélago, a campanha “Go To Travel”.

Para aquecer o mercado, o governo federal investiu 1,35 trilhão de ienes (o equivalente a R$ 65 milhões) para incentivar o turismo doméstico, subsidiando descontos de cerca de 35% nas despesas dos viajantes em julho e agosto, além de prever vales e cupons para atrações turísticas em setembro – ao todo, os descontos podem chegar a 50%. A iniciativa federal despertou discussões entre governadores, que pediram para adiá-la ou restringi-la a certas regiões, e críticas sobre o timing da campanha – na internet, a ação foi apelidada de “Go To Trouble”.

Fonte: Uol

Continue Reading

Cidades

Exame de saúde online e entrega de remédios por drone: teste é realizado com sucesso

A demonstração foi a 1ª do tipo no Japão de um serviço médico integrado sem ser face a face que inclui um exame e remédios entregues por drone.

Em um primeiro teste para o Japão, um paciente passou por um exame médico e recebeu sua medicação por drone sem precisar de qualquer contato pessoal.

Em uma sala próxima à farmácia dentro de um prédio no campus da Universidade Médica de Asahikawa, um médico conduz um exame online de um paciente.

Ele faz perguntas como, “Sua pressão sanguínea está estável?”, na tela do computador. Um farmacêutico então dá instruções ao paciente, também via internet, explicando como tomar a medicação prescrita.

Fonte: Asahi

Continue Reading

Copyright © 2019 Japão Digital