Connect with us

Ciência

EUA têm maior número de casos confirmados de coronavírus no mundo

Os Estados Unidos têm o maior número de casos registrados de coronavírus no mundo, reportou o jornal The New York Times nesta quinta-feira (26), citando uma contagem realizada a partir de sua própria compilação de dados.

Com 81.321 casos, o país de 330 milhões de habitantes superou a China e a Itália em número de contágios. 

Hospitais de Nova York se declararam tomados pelo número crescente de casos de Covid-19, e cerca de 40% da população do país está em quarentena. Ainda assim, Wall Street recuperou

parte do prejuízo gigantesco deste mês com o anúncio de um pacote de resgate econômico de 2 trilhões de dólares negociado no Congresso.


Mais de 100 mortes por causa do novo coronavírus foram registradas nas últimas 24 horas em Nova York, onde uma longa fila de pessoas, a maioria usando máscaras e se posicionando a dois metros de distância de outras, aguardava do lado de fora do hospital Elmhurst, no Queens, para serem testadas.

O governo Andrew Cuomo disse que a prioridade é “achatar a curva” de novos casos na área metropolitana de Nova York. O estado possui 53 mil leitos hospitalares, mas tenta aumentar sua capacidade para 140 mil, que acredita que serão necessários em 20 dias, quando se atingir o pico da pandemia.
“Sabemos que enfrentaremos enormes desafios em termos de criar espaço suficiente nos hospitais ou de ter um número suficiente de funcionários treinados para nos ajudar nesta crise”, comentou o prefeito de Nova York, Bill de Blasio.
O número de mortes causadas pelo novo coronavírus chegou a mil na noite desta quarta-feira, e o país já contabilizava 69.246 casos confirmados, segundo a base de dados da Universidade Johns Hopkins. Mais de um terço destas mortes ocorreram no estado de Nova York. O verdadeiro número de casos pode ser muito maior, uma vez que não há testes suficientes disponíveis.



Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Ciência

Japão quer utilizar câmeras 8K para capturar imagens de Marte

A Agência Japonesa de Exploração Aeroespacial (JAXA) e a emissora japonesa NHK decidiram desenvolver de forma conjunta uma “Super Hi-Vision Camera” que será capaz de filmar imagens 4K e 8K no espaço para a missão Martian Moons eXploration (MMX) da JAXA.

Esta seria a primeira vez na história que imagens em 8K de Marte e de suas luas seriam capturadas de perto. Combinando os dados reais de voo da espaçonave MMX e as imagens capturadas pela Super Hi-Vision Camera, a exploração da espaçonave MMX ao redor de Marte e suas luas, a 300 milhões de quilômetros da Terra, será recriada.

A JAXA está atualmente desenvolvendo a espaçonave MMX, que será lançada durante o ano fiscal japonês de 2024, com o objetivo de esclarecer a origem das luas marcianas e o processo evolutivo do sistema marciano. MMX é uma missão que visa realizar observações científicas das luas marcianas, Phobos e Deimos, e de Marte. Ela também tem como objetivo pousar em Phobos para coletar amostras de solo de sua superfície antes de retornar à Terra.

A NHK está desenvolvendo a Super Hi-Vision Camera com a cooperação da JAXA para capturar em detalhes Marte e suas luas em ultra alta definição e transmiti-las amplamente. As imagens serão capturadas em intervalos regulares e transmitidas parcialmente para Terra, para depois serem combinadas para criação das imagens que serão vistas pelo público. Já os dados originais das imagens serão armazenados em um dispositivo de gravação na cápsula de retorno da MMX e trazidos de volta à Terra.

Fonte: Tweak Town e Parabolic Arc

Continue Reading

Ciência

Japão investirá ¥70 bilhões para desenvolver infraestrutura 5G

O governo planeja investir uma verba de ¥70 bilhões para a criação de infraestrutura para a tecnologia 5G. A verba será direcionada dos fundos de ¥110 bilhões da Organização de Desenvolvimento de Novas Energias e Tecnologia Industrial (NEDO).

A verba será distribuída entre as empresas de telecomunicação e fabricantes de eletrônicos do Japão. Dentre elas, estão a NEC, Fujitsu, Rakuten Mobile e outras que estão desenvolvendo redes e estações de 5G.

Fonte: NHK

Continue Reading

Ciência

Coronavírus não causa mais emergência em Tokyo e em outras áreas

“O primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, retirou hoje o estado de emergência que havia sido declarado em função da pandemia de coronavírus em Tóquio e em quatro outras áreas, pondo fim à imposição de restrições no território nacional.

Especialistas de uma equipe formada pelo governo aprovaram o fim da emergência em Tóquio e nas áreas vizinhas de Kanagawa, Chiba e Saitama, assim como em Hokkaido, ao norte. Essas regiões continuavam sob emergência, depois de os bloqueios terem sido removidos na maior parte do Japão em meados deste mês.

Com cerca de 16,6 mil infecções por coronavírus e 850 mortes, o Japão conseguiu evitar os grandes surtos da doença que EUA e Europa têm registrado, apesar de suas restrições mais leves.”
Fonte: Gazeta do Povo

Continue Reading